Adotei um gato, e agora?

 

A cada dia o número de gatos aumentam entre os adotados pelos donos de animais de estimação. Ultimamente a preferência é por eles, principalmente pela fofura que eles esbanjam. Além do que, alguns condomínios não aceitam determinados animais por conta do barulho ou mesmo por conta de espaço, não comportam um animal que exija um local grande.

Os gatos possuem suas particularidades, e sempre surgem as dúvidas para os pais de primeira viagem:

  • O que o gato come?
  • Eu preciso ensiná-lo a fazer as necessidades na caixa de areia?
  • Ele pode ficar sozinho?
  • Quais vacinas são necessárias? e assim vai…

Para facilitar, vamos colocar as dicas sobre os bichanos recém chegados:

 

1.
Itens básicos para a chegada do gatinho: 

Uso individual:

  • Comedouro e bebedouro (potes e fonte de água);
  • Ração seca e úmida de qualidade (super premium);
  • Escova para pelos;
  • Arranhador;
  • Cama ou manta (opcional);
  • Brinquedos;
  • Identificação na coleira (opcional);
  • Escova e pasta de dente
  • Cortador de unha;

Ambiente:

  • Rede/tela nas janelas;
  • Trigo para gato (planta que ajuda na bola de pelo);
  • Caixa de areia (o ideal é sempre uma a mais do seu número total de gatos)
  • Areia sanitária (preferencialmente que forme torrões);
  • Caixa de transporte durante uso no carro;
  • Desinfetante para limpeza do ambiente

2.
Gatos na fase de filhote:

  • Quanto ao comportamento dos filhotes é normal: dormir, miar bastante, brincar e arranhar tudo que têm direito;
  • Usam várias vezes a caixa de areia para urinar e defecar, mas fique tranquilo você não precisa ensiná-lo a fazer as necessidades, eles já possuem este instinto. No entanto, não deixe a caixa suja, pois se estiver, vão fazer fora da caixa;
  • A glicemia pode baixar rápido em um filhote, oferecer alimentação pelo menos 3x ao dia;
  • Experimente desde pequeno oferecer alimentos de várias texturas, em pedaço ou patê (ração úmida), pois essa é a fase de vida que determina o que ele irá aceitar no futuro;
  • Lembre seu gato de beber água, coloque várias opções de ingestão de água: potes de água em diveros locais, fontes de água, água de coco em forma de gelo ou mesmo um caldinho da água (sem sal) que ferveu alguma carne;
  • Vermífugo é a primeira medicação a ser feita, assim como antipulga e anticarrapato.
  • A castração tanto de machos como fêmeas, é indicada a partir de 6 meses
  • As vacinas realizadas são: a V3 ou V4 (a partir dos 60 dias de vida) e a antirrábica (a partir de 4 meses de idade);
  • Gatos são instintivamente caçadores, então vão querer caçar bichinhos, como borboletas e pássaros, cuidado com janelas abertas e sem rede, numa dessas eles podem perder o equilíbrio e caírem;
  • Todos as medicações devem ser ministradas sob orientação do veterinário;

3.
Gatos adultos adotados

  • A partir de 1 ano, os gatos são considerados jovens adultos e ficam mais tranquilos conforme a idade avança
  • Os mesmos cuidados e conselhos sobre os filhotes valem para os adultos
  • As vacinas são repetidas a cada 1 à 3 anos, variando de acordo com o modo com que cada animal vive.

 

Ficou com alguma dúvida? Quer agendar com um médico veterinário para fazer uma avaliação e colocar as vacinas em dia? Clique aqui

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

preloader