fbpx

05 maneiras preventivas para evitar o tártaro em cães e gatos

05-maneiras-de-evitar-tártaro-em-cães-e-gatos

Medidas fáceis para prevenir o tártaro nos dentes de pets

Primeiramente vamos entender como se forma o placa bacteriana nos pets e consequentemente em que fase prevenir o tártaro. 

Tudo começa após a alimentação, a presença daquele alimento no dente faz com que estimule o crescimento da quantidade de bactérias e assim a aderência em todo o dente de uma película chamada placa bacteriana, invisível ao olho nu. 

Esse filme, se não removido através de métodos profiláticos, se forma o tártaro, a placa não removida e que em contato com a saliva, que possui minerais.

E calcifica, virando aquela crosta dura e amarelada ou amarronzada, próximo da linha da gengiva.

A presença deste tártaro, ou melhor cálculo dentário, gera inflamação na gengiva e retração gengival, gerando um espaço entre o dente e a gengiva e entrar bactérias por esse caminho, que podem percorrer os vasos e chegar ao coração e levar a uma endocardite bacteriana. 

Para evitarmos todos esses problemas, siga nossas recomendações abaixo

1 – Escovação dos dentes 

A escovação é uma das formas mais eficientes de prevenir o tártaro, pois ela impede que a bactéria se fixe no esmalte do dente. 

Como falamos, a placa bacteriana é a película que se forma no dente à base principalmente de bactérias, e demora entre 24h a 48h para se formar.

Por isso o ideal é você escovar todos os dias os dentes do seu pet ou no mínimo em dias alternados, que é o tempo máximo que se forma a placa. 

A escovação deve ser iniciada ainda quando o cão ou gato for filhote, pois a chance de acostumá-lo com essa atividade é maior. 

Como fazer a escovação

2 – Solução para higiene bucal

Além da escovação é preciso fazer a manutenção com o uso de um solução para diluir em água no próprio bebedouro do seu pet.

Para controle de bactérias na boca, que vão diminuir a formação de bactérias para a formação de placas e por consequência diminuindo o mau hálito. 

A contraindicação desse uso seria para fontes de água ou bebedouro de bico, pois com o tempo as partículas do produto podem ficar depositadas no cano em que sai a água e danificar o equipamento.

3 – Lenço bucal

O lenço é uma opção para aqueles tutores que não conseguem escovar os dentes do cãozinho ou do gatinho, ou por eles serem bravos ou não se adaptarem à escovação.

Para utilizá-lo é possível cortar ao meio, para facilitar o uso, além de acabar durando mais tempo, e então enrolar no dedo e aplicar diretamente nos dentes

4 – Brinquedos

Os brinquedos para higiene bucal de pets é uma opção bem divertida para prevenir o tártaro.

Colocar a pasta de dente que seu pet gosta em brinquedos que imitam a escovação.

Eles possuem pontas de borracha resistentes e que podem se assemelhar a escova.

Porém essa é uma opção em que o dente que ele morde será o alvo, portanto, não serão todas as faces e dentes, mas já um começo.

brinquedos p/ gatos

brinquedos p/ caes:

5 – Petiscos 

Além da escovação existem petiscos com essa função, no momento que o pet for roer ou mastigar o petisco.

A função dele é evitar a permanência de novas tártaros, mas eles não removem o tártaro em si. 

Manter a frequência

Por fim, é importante, para evitar futuros procedimentos cirúrgicos, manter a saúde em dia.

Além de deixar um bom hálito para os cães e gatos 🙂

Remoção de tártaro

Sabia que o Atende Pet faz a consulta em domicílio sem você precisar de casa?

Entre em contato com o atendimento para saber mais

Rolar para cima